Mesmo ainda dominada por empresas de cosméticos, a distribuição de produtos por venda direta tem sido uma tendência para empresas já consolidadas em outras categorias. A Cacau Show, por exemplo, aderiu ao modelo após vasto estudo de mercado, e os resultados têm sido relevantes. No ano passado, ainda em fase de implantação, esta modalidade gerou faturamento de R$ 8 milhões. Neste ano, já passou de R$ 29 milhões, e a meta é faturar, até Dezembro, R$ 80 milhões.

Para ler a matéria completa, clique aqui.