Como atrair e fidelizar a força de vendas da geração millennial

Há uma grande mudança em curso no mercado global de trabalho. Os jovens da chamada geração Y, também intitulados millennials, nascidos entre o início da década de 1980 e dos anos 2000, começam a ocupar grande parte dos postos em empresas, governos e, como não poderia deixar de ser, no setor de vendas diretas.

É importante ter em mente que esses jovens têm objetivos e valores muito distintos daqueles das gerações que os precederam. Praticamente nascidos em frente a um computador e acostumados às tecnologias, são costumeiramente conhecidos pelo imediatismo, pela ânsia por novas oportunidades e experiências, pela exigência e pela busca por trabalhos mais flexíveis em empresas identificadas com seus valores pessoais.

LEIA MAIS: Estratégia omnichannel: por onde começar?

Muito embora o perfil do jovem se encaixe nas características esperadas para a atual força de vendas – flexibilidade, empreendedorismo, possibilidade de explorar canais digitais, entre outras – é sem dúvida um desafio para as empresas se mostrarem atraentes e fidelizarem os millennials. Por isso, muitas companhias têm apostado em estratégias de atração e fidelização de vendedores, considerando que o público-alvo pertencerá cada vez mais a esta nova geração, inclusive em postos de liderança.

Empresas mais atraentes

É da própria natureza da venda direta oferecer autonomia e estimular o empreendedorismo. Revendedores são livres para escolher não só os horários em que preferem atuar, mas também a(s) marca(s) que vão representar, os locais e o público-alvo. Podem ainda exercitar a criatividade nas vendas.

Empreendedores independentes não têm chefes e escolhem sua carga horária e os resultados que pretendem alcançar. A remuneração é diretamente proporcional ao esforço empreendido. Além disso, a barreira de entrada costuma ser baixa: qualquer pessoa com mais de 18 anos e pouco capital disponível pode começar a revender produtos.

Mas há um elemento fundamental a se considerar quando se trata dos millennials: a tecnologia. Somente empresas que disponibilizarem recursos avançados de comunicação e canais digitais poderão encantar esta nova geração. Para isso, empresas precisam se transformar digitalmente, adotando sistemas de gestão com capacidades de omnicanalidade, ou seja, uma experiência unificada de compras, que integre canais físicos e digitais.

Com recursos de mobilidade e uma loja virtual, por exemplo, um millennial é capaz de se transformar em algo mais que um revendedor, passando a ser um verdadeiro consultor. As empresas podem inclusive disponibilizar lojas virtuais exclusivas do revendedor, que as compartilha com seus clientes que então compram virtualmente, gerando uma comissão.

Esse papel permite uma proximidade maior com os clientes, estreitando o fator humano das vendas e garantindo o propósito que o jovem procura em um trabalho. É uma forma de garantir uma experiência relevante.

Tecnologia como ímã

Recursos tecnológicos permitem que o revendedor aumente sua capacidade de vendas e seu faturamento, sem necessariamente ter que se deslocar para atender de forma presencial os clientes e dedicar mais horas do dia ao trabalho, e sim gerando maior eficiência no uso do tempo por meio da digitalização, preservando a tão desejada flexibilidade.

Também é importante que as empresas de venda direta forneçam aos revendedores subsídios, principalmente na forma de material de marketing visualmente atraente e que possa ser usado e compartilhado nas redes sociais e aplicativos de mensageria mais comuns. Essas redes são parte fundamental da vida de um millennial e podem ser organicamente utilizadas.

Millennials querem estar relacionados a marcas que tenham valores parecidos com os seus, por isso é importante que as empresas de venda direta sejam transparentes sobre seus valores e sua cultura corporativa, além de causas que apoiam e saiam “de cima do muro”. Causas sociais e ambientais são algumas das mais atraentes e serão usadas pelo revendedor inclusive como argumento de venda.

Uma comunicação mais informal, mas ao mesmo tempo direta, também pode facilitar o relacionamento com os revendedores millennials. É importante que a comunicação seja o mais horizontal possível e que eles se sintam respeitados. 

Oferecer uma melhor experiência a revendedores da geração millennial passa por alguns pontos-chave. Saiba quais são!

Marketing Gera

Equipe formado por professionais em Marketing, Comunicação e Administração, especializados no setor de tecnologia e gestão comercial omnichannel, nos modelos da Venda Direta (Mono, Bi e Multinível) e Varejo em geral.